Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

AMOR - substantivo abstrato

SILÊNCIO - MEU OBSERVATÓRIO NATURAL (Sibéria de Menezes Carvalho)

Sempre fui acometida pelo silêncio e pela necessidade de dizer.
Primeiro eu quero dizer, e não sabendo como, e não tendo a certeza do quê dizer, eu faço longos silêncios

Meu silêncio é vário: confusão, medo, incerteza, orgulho, carência, vaidade ou apenas um jeito de não saber o que fazer.
Algumas vezes, resistência
Noutras, covardia
Mas eu o aceito
E o procuro
Quando a vida se põe incompreensível ou impossível.

Meu silêncio também é espera, contemplação, um autodescanso.
Meu silêncio é o lugar onde me guardo, enquanto não digo.

Antes de dizer, eu sou silêncio
Às vezes, sei viver uma grande alegria em silêncio. Às vezes, uma grande tristeza.
Antes do verbo, vizinho ao caos, havia profundo silêncio.

#luzsobrepoesia#silêncioepaz#silêncio